Sistema Lagunar da Baixada de Jacarepaguá e seus Afluentes

Nos últimos dias, tivemos a confirmação de que não serão realizados a tempo, os trabalhos de despoluição do Sistema Lagunar da Baixada de Jacarepaguá. A área é imensa e engloba diversos segmentos de Jacarepaguá, Barra da Tijuca, Recreio dos Bandeirantes e Itanhangá.
Um dos argumentos utilizados foi a ausência de tempo hábil para a realização dos serviços necessários para que seja efetuada a limpeza do sistema. Na realidade, essa argumentação é muito falha e simplesmente desconsidera os Projetos pré-existentes para a área como um todo. Ao mesmo tempo, pode-se também notar a atuação da Polícia Federal no acompanhamento e controle dos trabalhos da Cedae na área, fato que jamais aconteceu.
O fato mais importante diz respeito à ausência de mudança de hábitos de toda a população da região, assim como a falta de fiscalização por parte das autoridades competentes. Os sistemas de esgoto de toda a área se encontra saturado e é cada vez maior a probabilidade de um colapso total em todo o Sistema Lagunar da Baixada de Jacarepaguá. Os afluentes que abastecem esse sistema lagunar estão cada vez mais poluídos, as pessoas e as empresas simplesmente ignoram o problema e continuam a jogar todo tipo de resíduo nos rios da região. Da mesma maneira, as autoridades ambientais que atuam na região aparentam não saber quais atitudes devam tomar para solucionar os crescentes problemas de poluição hídrica de toda a área. Legislação específica existe, só não consigo compreender porque não é aplicada.
Com a tendência de elevação da temperatura ambiente, a atividade biológica também tende a aumentar, o que com certeza irá intoxicar todo o manancial hídrico da região, fato que seguramente irá causar cada vez mais mortandades de peixes, aves e demais organismos aquáticos.
Assim sendo, chego à conclusão de que estamos vivenciando a lenta e gradual morte de todo o Sistema Lagunar da Baixada de Jacarepaguá. Isso será uma grande perda ambiental para todos os moradores e visitantes da região.
Mesmo diante de todos os instrumentos legais e de meios financeiros para solucionar o problema, mais uma vez devemos ter consciência de que ainda não é chegado o momento de vivermos numa região mais saudável. Beleza natural, temos de sobra… porém muito provavelmente seremos meros observadores de nossa Natureza Morta.

Sobre neveslaera

CURRICULUM VITAE 1. Titular – Neves Terriani Laera , Engenheiro Agrônomo – Fitotecnista, 7. Experiência Profissional – - De 1976 a 1979 – Pesquisa Científica em biologia dos solos – CNPq/EMBRAPA AGROBIOLOGIA - De 1979 a 1981 – Professor da UFRRJ-km 47 – Campo Experimental e de Produção - De 1981 a 1982 – Engenheiro Agrônomo da RURALTEC LTDA – Desenvolvimento de atividades relacionadas com a elaboração e implantação de projetos agropecuários de grande porte nos Estados do Rio de Janeiro e Minas Gerais - De 1982 a 1996 – Assessor Técnico do Banco do Brasil. Acompanhamento técnico direto de projetos conduzidos sob financiamentos de grande, médio e pequeno portes em atividades do setor agropecuário, tais como cafeicultura, pecuária de corte e leite, fruticultura, olericultura, caprinocultura, ovinocultura, carcinocultura, apicultura, culturas de cereais, produção de mudas ornamentais, avicultura, eqüinocultura, piscicultura. Atuação nos Estados do Rio Grande do Norte (1982 ), Minas Gerais ( 1983 a 1986 ), São Paulo ( 1986 a 1988 ) e Rio de Janeiro ( 1988 a 1996 ) - De 1996 até atualmente – Fundador e sócio-diretor da Terriani Laera Consultoria Empresarial SS Ltda ( www.agroterriani.cjb.net ), empresa voltada para serviços de consultoria plena em projetos agropecuários, de reflorestamento, paisagismo, arborização urbana, produção de plantas ornamentais, aqüicultura, licenciamento ambiental e estudos de viabilidade técnica e econômica em empreendimentos afins 6. Cursos de Pós-graduação no Brasil – - Apicultura Integrada – IASC-1983 – 600 horas - Armazenamento de Grãos – UFV-1984 – 500 horas - Tecnologias de Sementes – UFRRS-1985 – 500 horas - Agricultura Tropical – UFRPe – 1986 – 500 horas - Irrigação e Drenagem – USP-1987 – 400 horas 7. Cursos de Pós-graduação no Exterior – - Tecnologias de Pesca e Comercialização Internacional de Pescados-1988 – Itália – Sete meses de duração 8. Idiomas – Inglês – Fluente Espanhol – Fluente Italiano – Fluente 9. Principais Características Profissionais – Visão ampla dos aspectos éticos, técnicos, econômicos e sociais em assuntos inerentes à profissão, aguçada capacidade de análise técnica apurada durante trinta e dois anos de exercício profissional no segmento agronômico, elevada capacidade gerencial e de comando, integridade, ética e alta disposição para o trabalho. 10. Assessoria Imobiliária – A partir de 1999, atuo também no segmento imobiliário, com o uso de atribuições inerentes ao título de Corretor de Imóveis, sendo que sou inscrito no CRECI-RJ. Nesse segmento, minha forma de atuar leva em consideração sobretudo a busca de soluções éticas, ambientalmente corretas, criativas e pioneiras na busca de fomento a novos e grandes empreendimentos. Possuo capacidade de articulação junto a grandes empresas, além de extensa rede de contatos pessoais.
Esta entrada foi publicada em Sem categoria. Adicione o link permanenteaos seus favoritos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>